Confira os nomes do Conselho Curador da décima edição

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial neste sábado, 10 de junho, os nomes do Conselho Curador do Prêmio São Paulo de Literatura de 2017. Estes são os integrantes da décima edição do concurso: Antonio Carlos de Moraes Sartini, Lígia Fonseca Ferreira, Rogério Pereira, Samuel de Vasconcelos Titan Junior e Sandra Regina Ferro Espilotro.

A seleção das obras é coordenada por este Conselho Curador, que acompanha o concurso em todas as suas etapas e seleciona o Júri Inicial e o Júri Final. Os jurados são críticos literários, escritores, livreiros, bibliotecários, mediadores de leitura, professores universitários e profissionais atuantes na área literária. Esta composição é fundamental para contemplar todos os segmentos que se entrelaçam no processo produtivo do livro, desde a concepção da obra literária até o seu consumo e fruição pelo público leitor.

O Prêmio São Paulo de Literatura foi lançado em 2008, integrando uma série de projetos implementados pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. O concurso seleciona anualmente os melhores livros de ficção, no gênero romance, escritos em língua portuguesa, originalmente editados e publicados no Brasil. São concedidos três prêmios: Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano, Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano – Autor Estreante para autores com até 40 anos e Prêmio São Paulo de Melhor Livro do Ano – Autor Estreante com mais de 40 anos.

Vale lembrar que o site oficial do Prêmio São Paulo de Literatura tem o histórico de curadores e jurados de todas as edições do concurso literário . Navegue um pouco mais e conheça a nossa história, acessando neste link. Confira também o anúncio no Diário Oficial e veja os currículos dos curadores de 2017.

 

► Antonio Carlos de Moraes Sartini
É advogado, formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, produtor e administrador cultural, curador e palestrante. Ocupou cargos nas secretarias da Cultura do Estado de São Paulo e do município de São Paulo. Foi curador da 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo em 2012; membro do Conselho Curador do Prêmio Jabuti de Literatura nos entre 2013 e 2016; conselheiro da Fundação Caloustre Gulbenkian para a língua e cultura portuguesa desde 2013. É membro do Conselho Consultivo do Centro Cultural Brasil Turquia desde 2014 e do Conselho Consultivo do Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Em 2011, foi agraciado pelo Ministro da Cultura da República Francesa com a Ordem das Artes e das Letras no grau de Cavaleiro.

► Lígia Fonseca Ferreira
É docente na graduação e pós-graduação em Letras da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Possui doutorado pela Université de Paris 3 – Sorbonne, sobre vida e obra de Luiz Gama. No pós-doutorado, desenvolve pesquisa no campo da epistolografia franco-brasileira no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB-USP), em particular as correspondências de Mário de Andrade, Arthur Ramos e Roger Bastide. É autora de Com a palavra Luiz Gama: Poemas, artigos, cartas, máximas (2011).

► Rogério Pereira
É jornalista, editor, cronista e escritor. Em 2000, fundou em Curitiba o jornal Rascunho, uma das raras publicações sobre literatura Brasil. Desde janeiro de 2011, é diretor da Biblioteca Pública do Paraná, onde coordena o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura; o Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais do Paraná e o Núcleo de Edições da Secretaria da Cultura. Tem contos publicados no Brasil, Alemanha, França e Finlândia. É autor do romance Na escuridão, amanhã (Cosac Naify), finalista do prêmio São Paulo de Literatura 2014, menção honrosa no Prêmio Casa de Las Américas (Cuba) e traduzido na Colômbia.

► Samuel de Vasconcelos Titan Junior
É professor de teoria literária e literatura comparada na Universidade de São Paulo (USP) e coordenador executivo cultural do Instituto Moreira Salles (IMS). Como tradutor, assinou versões para o português de autores como Gustave Flaubert, Prosper Mérimée, Erich Auerbach e Adolfo Bioy Casares, entre outros. Como editor, fundou e coordenou a coleção Prosa do mundo (Cosac Naify); atualmente, coordena a coleção Fábula (Editora 34).

► Sandra Regina Ferro Espilotro
É bacharel em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (USP), com mestrado pela mesma universidade. Foi editora executiva, gerente editorial e diretora da Globo Livros – Editora Globo, atuando nas áreas de fascículos, CD-ROM, livros ilustrados, guias de viagem, literatura, ensaios e vida prática. Tem atuação nas principais feiras de livros internacionais, como Frankfurt, Londres, Bolonha e Book Expo America, desde 1989. Foi diretora editorial para o mercado internacional na Ediouro Publicações/Nova Fronteira. Atualmente é consultora, coaching, editora da e-galáxia e ministra cursos sobre edição de livros, além de ser professora regular no curso MBA Book Publishing.

Leia Mais →
Compartilhar: