MELHOR LIVRO DO ANO DE 2015

Beatriz Bracher

Anatomia do Paraíso
Editora 34

Félix, um jovem de classe média, escreve uma dissertação de mestrado sobre o Paraíso perdido (1667), poema épico de John Milton que narra a queda do homem e a expulsão de Adão e Eva do Paraíso. A história se desenvolve simultaneamente em vários planos: o dia a dia do estudante; suas reflexões sobre a obra de Milton; a dura vida de Vanda, vizinha de Félix, que se divide entre trabalho, estudo e cuidados com a irmã mais nova; e o delicado processo de amadurecimento desta última, a adolescente Maria Joana. Os temas do Paraíso perdido, como culpa e redenção, ganham vida nas experiências dos personagens.


Nasceu em São Paulo, em 1961. Formada em letras, foi uma das editoras a revista de literatura e filosofia 34 Letras e uma das fundadoras da Editora 34. Em 2002, publicou Azul e dura, seu primeiro romance. Antônio, de 2007, obteve em 2008 o Prêmio Jabuti (3º lugar) e o Prêmio Portugal Telecom (2º lugar), e foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura. Meu amor (2009) ganhou o Prêmio Clarice Lispector, da Fundação Biblioteca Nacional, como melhor livro de contos de 2009. Garimpo (2013) faturou o Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) na categoria Contos e Crônicas em 2013 e recebeu menção honrosa no Prêmio Casa de las Américas, de Cuba, em 2015.

AUTOR ESTREANTE (+40)

Marcelo Maluf

A imensidão íntima dos carneiros
Editora Reformatório

Assaad Simão Maluf veio do Líbano para o Brasil ainda menino, depois de viver uma tragédia na família, no ano de 1920. Marcelo, seu neto, não o conheceu. Quando nasceu, em janeiro de 1974, Assaad Simão já havia falecido. Mas, na busca por compreender sua própria identidade e a dos seus antepassados, Marcelo se vê no ano de 1966, na casa do avô, na cidade de Santa Bárbara d’Oeste, interior de São Paulo. Sentado à janela da casa, Assaad escreve em um caderno suas memórias sobre a infância no Líbano, quando pastoreava carneiros nas montanhas de Zahle. Marcelo acompanha, como uma presença invisível, a escrita do avô, que está vivendo os seus últimos dias.

Nasceu em Santa Bárbara d’Oeste, no interior de São Paulo, em 1974. É escritor, professor e mestre em artes pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Publicou o livro de contos Esquece tudo agora (2012) e o infantil As mil e uma histórias de Manuela (2013), entre outros. A imensidão íntima dos carneiros é o seu primeiro romance e foi finalista do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) em 2015. Vive em São Paulo desde 1999.

AUTOR ESTREANTE (ATÉ 40)

Rafael Gallo

Rebentar
Record

Ângela é mãe de uma criança desaparecida. Felipe, aos 5 anos de idade, sumiu depois de ter sido deixado sozinho em uma loja de brinquedos, por alguns minutos, e nunca mais foi visto. Após passar três décadas afundada no luto pela ausência e nos esforços fracassados da busca pelo menino, Ângela decide encerrar por conta própria seu elo com o filho, aceitando sua perda irremediável e se dando o direito de reconstruir seu mundo. Uma emocionante travessia por entre a vida, a morte e tudo o que há no meio.


Paulistano, é graduado em música pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e mestre em meios e processos audiovisuais pela Universidade de São Paulo (USP). É autor de Réveillon e outros dias (2012), livro vencedor do Prêmio Sesc de Literatura e finalista do Prêmio Jabuti, ambos na categoria Contos, e de Rebentar (2015). Tem ainda contos publicados em diversas revistas e antologias, como a Desassossego (2014) e a Machado de Assis Magazine (2012), que veiculou a tradução do conto Réveillon para o espanhol.

Leia Mais →
Compartilhar:

MELHOR LIVRO DE ROMANCE DO ANO 2015

Beatriz BracherAnatomia do Paraíso (Editora 34)
João AlminoEnigmas da primavera (Editora Record)
Julián FúksA resistência (Cia. das Letras – Schwarcz)
Marcelo Rubens PaivaAinda estou aqui (Editora Alfaguara – Schwarcz)
Mia CoutoMulheres de cinzas – As areias do Imperador (Cia. das Letras – Schwarcz)
Nei LopesRio Negro, 50 (Editora Record)
Noemi JaffeÍrisz: As orquídeas (Cia. das Letras – Schwarcz)
Paula FábrioUm dia toparei comigo (Editora Foz)
Raimundo CarreroO senhor agora vai mudar de corpo (Editora Record)
Santana FilhoA casa das marionetes (Editora Reformatório)

MELHOR LIVRO DE ROMANCE DO ANO - AUTOR ESTREANTE COM MAIS DE 40 ANOS

Eda NagayamaDesgarrados (Editora Cosac Naify)
Marcelo MalufA imensidão íntima dos carneiros (Editora Reformatório)
Robertson FrizeroLonge das aldeias (Editora Dublinense – Terceiro Selo)

MELHOR LIVRO DE ROMANCE DO ANO - AUTOR ESTREANTE COM ATÉ 40 ANOS

Alex SensO frágil toque dos mutilados (Editora Autêntica)
Isabela NoronhaResta um (Cia. das Letras – Schwarcz)
Julia DantasRuína y leveza (Não Editora)
Rafael GalloRebentar (Editora Record)
Sheyla SmaniotoDesesterro (Editora Record)
Tércia MontenegroTurismo para cegos (Cia. das Letras – Schwarcz)
Tomas RosenfeldPara não dizer que não falei de Flora (Editora 7 Letras)

Leia Mais →
Comentários:1 / Compartilhar: