X

Aguarde!

Divulgação dos finalistas 2014

Dia 20 de agosto


  • Compartilhe:
OK

Confira os 20 finalistas de 2014

Prêmio São Paulo de Literatura 2015

 

No sábado, 29 de agosto, foi publicado no Diário Oficial a lista de obras inscritas na 8ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura. Ao todo, foram 217 obras de 19 estados da federação, de 88 editoras.

Desses, são 112 inscritos na categoria Autores não estreantes, 54 na categoria Autor estreante com até 40 anos de idade e 51 na categoria Autor estreante com mais de 40 anos de idade. As inscrições são abertas a autores e editoras brasileiras, podendo concorrer obras editadas e comercializadas entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano anterior.               

Em 2014, 153 obras entraram na competição: 67 eram de autores “veteranos” e 86 de autores estreantes. Numa comparação com o ano passado, as inscrições em 2015 cresceram 42%, mostrando o prestígio crescente do concurso e o vigor da cena literária brasileira.

O principal objetivo da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo ao instituir o concurso é estimular a produção e a divulgação literária brasileira, premiando anualmente autores e obras que se destacam pela qualidade e contribuição à literatura de nosso país.

Leia o arquivo do Diário Oficial nos dois links: 1 e 2

As inscrições para o Prêmio São Paulo de Literatura 2015 se encerraram no dia 19 de agosto. Em ato contínuo, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial, no dia 20 de agosto, os nomes dos dez integrantes do Júri Inicial. Compete a eles selecionar os finalistas em cada faixa de premiação, que serão levados ao Júri Final para definição dos três vencedores do ano.

O Júri Inicial é composto por críticos literários, escritores, livreiros, professores universitários e profissionais atuantes da área literária. Em ordem alfabética, os integrantes são: Gênese Andrade da Silva, Jorge Mattos Brito de Almeida, José Luiz Chicani Tahan, Maria da Aparecida Saldanha, Maria Rita Sigaud Soares Palmeira, Michel Laub, Mirhiane Mendes de Abreu, Regina dos Anjos Faziol, Ricardo de Medeiros Ramos Filho e Sandra Regina Ferro Espilotro.

O principal objetivo do concurso é estimular a produção e a divulgação literária brasileira, premiando anualmente autores e obras que se destacam pela qualidade e contribuição à literatura de nosso país. Paralelamente, é uma ação de estímulo aos novos talentos e de fortalecimento das políticas públicas do livro e da leitura no Estado de São Paulo.    

Atualmente, o Prêmio São Paulo de Literatura está consolidado como um dos mais importantes do país. O valor pago anualmente é o mais alto do Brasil: R$ 400 mil. Os vencedores recebem R$ 200 mil pelo prêmio Melhor Livro do Ano, R$ 100 mil pelo Melhor Livro do Ano - Autor Estreante com menos de 40 anos e R$ 100 mil pelo Melhor Livro do Ano - Autor Estreante com mais de 40 anos.

Veja o anúncio no Diário Oficial e os currículos dos integrantes do Júri Inicial neste link.

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo publicou hoje no Diário Oficial os nomes do Conselho Curador do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015. Os curadores são: José Castilho Marques Neto, Lígia Fonseca Ferreira, Márcia Elisa Garcia de Grandi, Pierre André Ruprecht e Samuel de Vasconcelos Titan Junior. O Prêmio São Paulo de Literatura foi lançado em 2008 e seleciona os melhores livros de ficção, no gênero romance, escritos em língua portuguesa, originalmente editados e publicados no Brasil.  

Na próxima segunda-feira, 10 de agosto, será realizada a 1ª reunião do conselho. Na pauta, a posse dos curadores; seleção dos dez jurados que irão compor o júri inicial; definição do cronograma de trabalho da curadoria e jurados; avaliação de obras quanto ao cumprimento dos requisitos do edital; entre outras questões gerais sobre o concurso.

 

Confira o anúncio no Diário Oficial e veja os currículos dos curadores:

 

► José Castilho Marques Neto

Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) (1976) e doutorado em Filosofia pela USP (1992). Atualmente é professor-assistente-doutor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Júlio de Mesquita Filho, Campus de Araraquara. Exerce, desde 1988, funções de direção editorial junto à Editora Unesp. Desde abril de 1996, é diretor-presidente da Fundação Editora da Unesp. Especializou-se em editoração universitária, sendo consultor de organismos nacionais e internacionais de editoração e leitura. Foi secretário-executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura, vinculado aos Ministérios da Cultura e da Educação, de agosto de 2006 até abril de 2011, cargo que reassumiu em junho de 2013.

 

► Lígia Fonseca Ferreira

Bacharel com licenciatura plena em Letras pela USP. Mestrado em Análise Semiolinguística do Discurso pela Université de Paris XIII. Doutorado em Estudos Portugueses e Brasileiros pela Université de Paris III Sorbonne. Na França, lecionou na área de Estudos Portugueses e Brasileiros do Departamento de Letras da Université de Rennes 2, Bretanha. É docente do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É autora de Primeiras trovas burlescas de Luiz Gama e outros poemas (Martins Fontes, 2000) e Com a palavra Luiz Gama (Imprensa Oficial, 2011).

 

► Márcia Elisa Garcia de Grandi

Bibliotecária formada pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), com especialização em Sistemas Automatizados de Informação pela PUC Campinas. MBA em Gestão e Tecnologias da Qualidade pela Escola Politécnica da USP. Exerceu cargos de supervisão e direção em bibliotecas da USP e na Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa-SP. Tem trabalhos publicados nas áreas de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Atualmente é bibliotecária da Faculdade de Medicina da USP. É membro da Câmara Setorial de Literatura do Conselho Estadual de Cultura e diretora Administrativo-financeiro da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (Febab).

 

► Pierre André Ruprecht

Administrador pela FGV-SP. Foi professor de Metodologia da Pesquisa na área de Comunicação. Coordenou a área de multimeios e formação na Fundap, e ministrou cursos na área para o Senac, Fundação Cenafor, etc. Foi coordenador geral da assessoria da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e Gerente de Planejamento e dirigente em empresas, entre elas a Editora Brasiliense e, mais recentemente, gerente de projetos na área cultural. É tradutor e diretor executivo da SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura.

 

► Samuel de Vasconcelos Titan Junior

Samuel Titan Jr. é professor de Literatura Comparada na Universidade de São Paulo, onde também se doutorou. Como tradutor, assinou versões para o português de autores como Voltaire, Flaubert, Leiris, Bioy Casares, Salter e Enzensberger. É membro do conselho da revista Serrote e coordenador editorial do Instituto Moreira Salles. Como editor, dirige a coleção Fábula, publicada pela Editora 34.

Foi publicado no Diário Oficial de São Paulo em 04 de julho de 2015 (p.115 e 116), o edital do Prêmio São Paulo de Literatura 2015. Podem ser inscritas obras inéditas do gênero romance de ficção, escritas em língua portuguesa, editadas e comercializadas no Brasil no ano de 2014. As inscrições podem ser feitas pelos autores ou pelas editoras no período entre 06 de julho a 19 de agosto de 2015.

Clique aqui para  conhecer o edital completo

Em resolução assinada pelo Secretario da Cultura do Estado de São Paulo, sr. Marcelo Mattos Araújo, em 30 de abril de 2015, foi instituido o Prêmio São Paulo de Literatura 2015. O edital específico do concurso, que estabele os prazos de inscrição e define outras questões, será publicado nos próximos dias. 

Foto: Ana Luísa Escorel

 

Vencedora do Prêmio São Paulo 2014, Ana Luísa Escorel deu uma entrevista para a Revista Língua Portuguesa sobre a presença da mulher na literatura e seu livro Anel de vidro. Confira mais no link.

"Primeira mulher a vencer o Prêmio São Paulo de Literatura, Ana Luísa Escorel fala sobre a reconstrução do passado em sua obra e o futuro de seus romances. Filha dos intelectuais Antonio Candido e Gilda de Mello e Souza, a escritora chamou a atenção por ter publicado seus livros por uma pequena editora e ter começado a produzir literatura após os 60 anos".

A escritora também foi tema de matéria na rádio Cultura FM. Saiba mais neste link.

"O livro Anel de Vidro, escrito por Ana Luisa Escorel, foi o vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura. A autora foi a primeira mulher a conquistar a premiação. Em entrevista ao De volta 'pra' casa, a escritora conta um pouco de sua vida profissional dividida entre o design e, agora, a literatura".

Foto: Revista Língua Portuguesa.

O vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, Marcos Peres, é destaque de uma reportagem do programa Metrópolis, da TV Cultura. A matéria fala sobre o livro O evangelho segundo Hitler, cuja trama traça a relação entre Jorge Luis Borges e ditador nazista Adolf Hitler. Peres ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura na categoria Autor com menos de 40 anos e foi vencedor também do Prêmio Sesc de Literatura 2012/2013. Ele nasceu em Maringá (PR) e viveu sua infância em Astorga (PR). É graduado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente, é servidor do Tribunal de Justiça do Paraná. Este ano deve lançar seu segundo romance, Que fim levou Juliana Klein, também pela editora Record. Confira mais no vídeo abaixo:

 


SP Leituras

Telefone (11) 3155-5444
Rua Faustolo, 576 Água Branca
Cep: 05 041-000 - São Paulo - SP